domingo, agosto 30, 2009

Corpo feminino...



"Não importa o quanto pesa. É fascinante tocar, abraçar e acariciar o corpo de uma mulher. Saber o seu peso não nos proporciona nenhuma emoção.

(...)

As proporções ideais do corpo de uma mulher são: curvilíneas, cheiinhas, femininas... essa classe de corpo que, sem dúvida, se nota numa fracção de segundo. As magrinhas que desfilam nas passarelas seguem a tendência desenhada por estilistas que, diga-se de passagem, são todos gays e odeiam as mulheres, competindo com elas. A suas modas são rectas e sem formas e agridem o corpo que eles odeiam, porque não podem tê-lo.

Não há beleza mais irresistível na mulher do que a feminilidade e a doçura. A elegância e o bom trato são equivalentes a mil viagras.

A maquilhagem foi inventada para que as mulheres a usem. Usem! Para andar de cara lavada, basta a nossa. Os cabelos, quanto mais tratados, melhor.

As saias foram inventadas para mostrar suas magníficas pernas... porque razão as cobrem com calças longas? Para que as confundam conosco? Uma onda é uma onda, as cadeiras são cadeiras e pronto. Se a natureza lhes deu estas formas curvilíneas, foi por alguma razão e eu reitero: nós gostamos assim. Ocultar essas formas, é como ter o melhor sofá embalado no sótão.

É essa a lei da natureza... que todo aquele que se casa com uma modelo magra, anoréxica, bulêmica e nervosa logo procura uma amante cheinha, simpática, tranquila e cheia de saúde.

(...)

Nós gostamos das mulheres que sabem conduzir sua vida com equilíbrio e sabem controlar sua natural tendência a culpas. Ou seja, aquela que quando tem que comer, come com vontade; quando tem que ter intimidade com o parceiro, tem com vontade; quando tem que comprar algo que goste, compra; quando tem que economizar, economiza.

Algumas linhas no rosto, algumas cicatrizes no ventre, algumas marcas de estrias não lhes tira a beleza. São feridas de guerra, testemunhas de que fizeram algo em suas vidas, não tiveram anos 'em formol' nem em spa... viveram! O corpo da mulher é a prova de que Deus existe. É o sagrado recinto da gestação de todos os homens, onde foram alimentados, ninados e nós, sem querer, as enchemos de estrias, de cesárias e demais coisas que tiveram que acontecer para estarmos vivos. Cuidem-no! Cuidem-se! Amem-se! A beleza é tudo isto."

Paulo Coelho

E mai nada...

13 comentários:

Daniela disse...

Lindo texto. Se todos os homens pensassem como o Paulo Coelho...
Já agora, de que livro retiraste este excerto? Gostava de o ler!

bjinho

S* disse...

Este homem tem uma sensibilidade impressionante.

Marcas de guerra... gostei!

Aninhas disse...

Daniela...

É verdade... Não sei se é de algum livro! Mandaram-me este texto para o mail e como achei lindo resolvi postá-lo aqui...

Bjx

****

S*...

Concordo! Achei o último parágrafo o mais lindo de todos...

Bjx

Lia disse...

ora aí está um homem c alguma profundidade...as nossas gordurinhas, sinais, rugas só mostram que vivemos a vida...

.::Bomboc@ disse...

Ai, que orgulho de ser mulher, agora! :D

Pinkk Candy disse...

hello!

muito muito lindo :))
Paulo Coelho tem uma grande sensibilidade fora do normal!!! sabe dizer as coisas tão bem, tão bonitas e tão verdadeiras!!

:-)

xoxo

Pinkk Candy disse...

hello!

muito muito lindo :))
Paulo Coelho tem uma grande sensibilidade fora do normal!!! sabe dizer as coisas tão bem, tão bonitas e tão verdadeiras!!

:-)

xoxo

Saga disse...

Texto espectacular!

Aninhas disse...

Lia...

É verdade... Faz tudo parte de uma vida rica :-)

Bjx

****

Bomboc@...

Nunca perdas esse orgulho :-p

Bjx

****

Pinkk Candy...

É verdade... Eu amei este texto :-)

Bjx

****

Saga...

Espectacular é pouco...

Bjx

Maria disse...

Assim é que se fala..=)

Aninhas disse...

Maria...

Se todos os homens pensassem assim...

Bjx

Elisabete disse...

Está fantástico este texto, não o conhecia! Mas é um autor que admiro muito!
E o mais engraçado é que vai um pouco ao encontro ao que escrevi hoje :)

Também gostei da expressão "marcas de guerra", muito bom :)

Beijinho

Aninhas disse...

Elisabete...

Também adorei este texto... Tanto que senti necessidade de o postar aqui :-)

Bjx