segunda-feira, novembro 09, 2009

Espíritos, bruxas e coisas assim assim…


A minha família é toda aqui da região de Viseu, mais propriamente duma pequena aldeia, na qual eu agora moro, juntamente com a minha mãe e com a minha avó. Por sua vez, a minha tia, tio e respectivos primos moram na capital, Lisboa.

Como todos sabem, nestes meios pequenos, todas as pessoas têm as suas crendices. Acreditam em espíritos, mesinhas, videntes, etc e tal. A minha avó, a minha tia e a minha mãe (que acredita um pouco mas, lá coloca as suas dúvidas) não é excepção.

A minha tia está assim com uns problemas com o meu primo mais velho. Não vale a pena mencioná-los aqui, pois se vos contasse a história toda um dia não chegava. Mas continuando… Para tentar resolver esse problema que acredita ser causado por bruxaria resolveu recorre a uma vidente. A dita vidente disse-lhe para fazer isto e aquilo, para preparar este e aquele chá, para fazer aquele ou aqueloutra oração. Enfim, uma infinidade de coisas. Resultou? Não. Continua tudo na mesma. Menos a carteira da minha tia que está cerca de 1000 euros mais leve.

A tal vidente era daqui da zona e visto a impossibilidade da minha tia lá ir, era a minha mãe que ia às “consultas”. Eu costumava acompanhá-la, mas nunca entrava no “consultório”, excepto da última vez que lá fomos. Aproveitando que já lá estávamos a minha mãe pediu à senhora para me dar uma “consulta”, ou seja, ler as cartas para ver se estava tudo bem comigo visto eu não conseguir arranjar emprego.

A senhora lá baralhou as cartas, eu parti, ela colocou-as na mesa e ficou a olhar para elas.

Vidente: A menina realmente tem alguma coisa. Mau-olhado.
Eu: … (Nada a dizer. Se ela me dissesse que não tinha nada é que eu me espantava)
Vidente: A menina tem namorado, certo?
Eu: Sim, tenho. (Tenho uma aliança no dedo. Será que foi por aí que ela deduziu que eu tinha namorado?)
Vidente: Pois, este mau-olhado está relacionado com o seu namorado. (WTF????) Alguém que é ou foi relacionado com o seu namorado fez-lhe isto. Uma ex-namorada talvez. (Pois, claro. Tinha que ser!)
Mãe: Mas ela vai arranjar emprego.
Vidente: Se até ao Fevereiro ou Março não arranjar deve fazer um “tratamento”.
Mãe: E quanto é?
Vidente: 500 euros. (Dasse…) Mas não se preocupe que tem boas cartas, menina. Tem aqui a árvore da felicidade. Vai casas, construir família e ser muito feliz.

Eu respeito quem acredita nestas coisas de videntes e tal. Eu até posso acreditar que haja pessoas que têm uma sensibilidade diferente, mais apurada, capazes de ver para além deste mundo visível. Mas mal pedem dinheiro para usarem essas faculdades perdem logo toda a credibilidade. É a mesma coisa que Jesus dizer: “Queres andar? Dá-me 30 moedas de prata”.

Mete-me um pouco de confusão as pessoas porem as culpas em qualquer coisa de sobrenatural quando as coisas correm mal. “Ah e tal estou com dores de cabeça. Foi aquela gaja que me fez isto”, “Fui despedido. Foi aquele tipo cheio de inveja que me fez vudu”, “Estás com um mau humor. Deves ter alguma coisa dentro de ti”… Que exagero também! Se dói a cabeça pode ser por ter estado muito tempo à frente do computador. Se foi despedido, é altura de olhar para trás e repensar se fez alguma coisa mal e corrigi-la se possível. Se está de mau humor é porque o dia correu mal. Acontece.

Eu acredito que há forças superiores, sobrenaturais, mas não acho que se deva reger a vida por isso e culpar os espíritos por tudo e por nada, nem recorrer a videntes ou bruxos de cada vez que a vida nos passa uma rasteira.

13 comentários:

Silvia disse...

Sinceramente há parte de mim que acredita, por já ter passado por cenas idênticas, e outra parte que não por existir imensas dúvidas ..
No entanto, eu respeito tudo isso e muito mais.

Patrícia disse...

Pois é, mas existem uma série de pessoas que acreditam e gastam rios de dinheiro nas bruxas. Eu respeito essas "adivinhações" quando são aqueles bruxos onde só deixas o que queres. Já agora conto-te uma estória que se passou comigo. Uma amiga disse-me que conhecia um bruxo fantástico, que adivinhava tudo e que só davas o que querias. Perguntei, mas lê cartas??? Não, ele fala com espiritos. Ok, vamos lá então. Agora imagina que quando lá cheguei o Sr me disse: "menina,os espiritos hoje foram pro café. Já lá fui pedir-lhes para virem mas eles não querem. Não posso dar consulta" LOLADA. Agora diz-me lá que credibilidade tem isto? Valeu porque me ri tanto, mas tanto que as lágrimas caiam-me pela cara abaixo.

Saga disse...

Eu prefiro pôr as coisas assim: não arranjamos emprego porque estamos num país de merda... E não precisei pagar 500 euros para chegar a essa conclusão.

**

Lia disse...

eu acredito que haja pessoas com um "dom" ou seja lá o que for...mas essas não ganham dinheiro à custa dele. Qd pedem dinheiro são charlatões!

Aninhas disse...

Silvia...

Uma parte de mim também acredita que haja pessoas que tenham um dom, mas quando pedem dinheiro para partilhar essa "sabedoria" fico logo com o pé atrás...

Bjx

****

Patrícia...

Estavam no café??? Ai o que eu me ri também... :-p Espiritos borguistas esses...

Bjx

****

Saga...

Ora...

Bjx

****

Lia...

Tenho exactamente essa opinião.

Bjx

dinona disse...

Já tou como o outro... "eu não acredito em bruxas, mas que as há há!"

Acho que aqueles que usam isso para ganhar dinheiro são fraudes, acho que tem tem realmente esse poder gosta de se manter um pouco no anonimato e não andar aí a roubar pessoas.

Gabi disse...

eu confesso...não acredito em nada dessas coisas...
Beijinhos
(tou a apanhar net rápida, pena só ser agora e ser hora de almoço :( )

Purple disse...

Eu sinceramente respeito...

Acho que o conceito de "bruxo, vidente, whatever" está muito generalizado e a grande culpa assenta nessas fraudes em forma de pessoas que usam sofrimento alheio para ganhar dinheiro.

Tenho uma pessoa muito importante na minha vida que lê cartas, tem a vida dela toda organizada mas tem aquele dom e usa-o para ajudar as pessoas. Não faz bonecos, não fala com espíritos e nem depena financeiramente ninguém. Perde o tempo livre da vida dela para responder a duvidas e ajudar quem consegue por um valor tão insignificante que só serve para afastar os gulosos.

Eu só posso dizer que respeito pois não sendo "fã" ou "cliente" destas coisas já passei por algumas situações estranhas.
Uma delas foi ela em conversa dizer-me "Vai a Fátima com esta pessoa ESTE fdsmn, não duvides, vai e pede para se salvar"
Eu e o meu marido fomos, nem sei bem porquê, e levámos a pessoa na ignorância sem hesitar.
Na 4a feira seguinte a pessoa tem um enfarte, entra no hospital e salva-se, segundo os médicos "por milagre".
Parecia uma estupidez, mas valeu a pena acreditar, pelo menos uma vez.

Beijinhus

Anne disse...

até podem haver pessoas mais sensiveis às energias que as pessoas têm, ou auras, mas daí a acreditar em mau olhados ou energia má que alguém me lançou vai mt diferença. azar? todos temos, problemas todos temos. depende é a maneira como os encaramos. :)
500 euros... ahahahahahahah

Olhos Dourados disse...

Eu sinceramente não acredito nessas coisas!

Xana disse...

Estou totalmente de acordo! Tenho uma parte que acredita e outra que duvida, mas respeito...

bj

Daniela disse...

As pessoas, principalmente as mais idosas, costumam dizer muito isso. são mentalidades. E os videntes também precisam de ganhar a vida não é?
Mas também não me vejo a gastar dinheiro com eles!

bjinho

Aninhas disse...

Dinona...

Eu também não acredito naqueles que pedem dinheiro e que têm anúncios em tudo quanto é lado.

Bjx

****

Gabi...

Muda de net. Eu já te disse :-p

Bjx

****

Purple...

Eu respeito quem acredita... Mas não me vão ver a gastar rios de dinheiro nessas coisas... Pois a maior parte não passa de charlatões...

Bjx

****

Anne...

Pois... 500 euros! Pouco não era?

Bjx

****

Olhos Dourados...

Eu acredito que haja pessoas com um dom. Mas agora levarem dinheiro para partilharem esse dom...

Bjx

****

Xana...

É como eu :-)

Bjx

****

Daniela...

Precisam de ganhar a vida. Mas não à custa do sofrimento dos outros... Muitos deles é isso que fazem. Não ajudam nada, só "roubam" dinheiro.

Bjx