terça-feira, janeiro 05, 2010

Cidadãos de primeira e cidadãos de segunda…


Parece que hoje, foram entregues na Assembleia da República mais de 90 mil assinaturas que defendem o referendo sobre o casamento homossexual. As 90.785, mais precisamente, assinaturas foram recolhidas no Continente e Ilhas, num "tempo recorde" de três semanas.

3 semanas, meus amigos. Em assuntos mais urgentes e mais preocupantes as coisas não costumam ser tão céleres, mas enfim…

Lanço aqui uma pergunta: mas que raio têm os restantes 10 milhões de portugueses a ver com quem eu me caso ou deixo de casar? Até podia casar com uma almofada, com um cobertor ou com um sofá que ninguém tinha nada a ver com isso a não ser eu. Desde quando é que pessoas que eu nem sequer conheço, nem nunca vou conhecer, tem o direito de decidir o rumo da minha vida, de interditar as minhas escolhas ou de impedir a minha felicidade, siga ela por que caminho seguir?

Isto quer dizer que em Portugal temos cidadãos de primeira e cidadãos de segunda, sendo que os de primeira são todos os heterossexuais e os de segunda os homossexuais. E, assim sendo, os ditos de primeira, qual deus-rei todo-poderoso que quer pode e manda, regem os de segunda dizendo: “É homossexual? Então desculpe, mas você não é normal e logo tem que seguir regras normais. As minhas!”

Mas quando é que esta gente mete nas suas cabecinhas que um homossexual é um ser humano completamente normal. Se o magoarem ele não chora? Se o cortarem ele não sangra? Se lhe perguntarem algo ele não é capaz de responder? Somente tem uma orientação sexual diferente dos demais. Assim como eu não gosto de dióspiros e o P. gosta, um homossexual não gosta de mulheres, gosta de homens. Ponto final! Desde quando é que este pormenor o torna num ser inferior?

Já ouvi tantos disparates sobre este assunto que só de pensar até fico enjoada. Como é pode haver tanta ignorância neste país?

«Desde que o mundo é mundo que existem homem e mulher. Se a homossexualidade evoluir acaba a humanidade».

«Não se pode misturar as coisas, pelo que a sociedade tem de escolher a sua cultura. Temos de decidir o que é normal em Portugal, mas, na minha opinião, a pedofilia e a homossexualidade são perturbações psicológicas».


Estas duas frases foram ditas pelo médico Gentil Martins. Não conheço o senhor, mas depois disto não tenho qualquer curiosidade em conhecer.

Caso este senhor não saiba, a homossexualidade já existia no tempo dos antigos Romanos e Gregos e, ao contrário de hoje, não era vista com maus olhos, nem os homossexuais eram tidos como mentalmente doentes. E se a humanidade não acabou entretanto, não me parece que vá acabar por se permitir o casamento gay. O que é passível de destruir a humanidade é o preconceito. Preconceito que este senhor tem para dar e vender, segundo me parece. É que comparar a homossexualidade com a pedofilia é que não me parece nada normal. A homossexualidade não perturba ninguém, não faz a mal a ninguém, não destrói ninguém. Ao contrário da pedofilia, que destrói a pureza e inocência de uma criança que não tem armas para se defender.

Resumindo: não concordo que seja feito um referendo. Os homossexuais deviam poder casar-se e ponto. É por isto que este país não anda para a frente… Somos uma carroça puxada por burros.

16 comentários:

Saga disse...

Excelente!!!

**

- Sílvia disse...

em vez de se preocuparem com coisas mais sérias e mais importantes .. preferem-se preocupar com a vida dos outros.
enfim ..

Pepper disse...

Todos nós temos direito à Liberdade de expressão. Foi para isso que serviu o 25 de Abril, fazem referendos para coisas menos importantes e não se pode fazer para este assunto porquê?
Sinceramente, o Sócrates está-se marimbando para a união gay, porque casamento existe apenas um.
Isto são apenas votos...
Constantino também fez com que os romanos se convertessem ao cristianismo a pedido da mãe, logo, ganhou mais popularidade entre as massas.

Lia disse...

eu acho que cada um devia fazer o que quer com a sua vida! Ridiculo é termos que discutir isto ainda!

E comparar homossexualidade com pedofilia é no minimo preocupante!

Saga disse...

"Comparar homossexualidade com pedofilia é no minimo preocupante!"

Assim como comparar a privacidade de cada um com o 25 de Abril...

Muito preocupante!

**

Aninhas disse...

Saga...

Obrigado :)

Bjx

****

Silvia...

Ora... Que eu saiba nunca se fez um referendo para um homem e uma mulher se pudere casar pois não?

Se eles se casarem não prejudicam ninguém, é uma decisão deles e só deles. Não deve passar pela vontade de mais ninguém.

Bjx

****

Pepper...

Sim, todos nós temos direito à liberdade de expressão... Por isso é que há quem diga a alto e bom som que é contra o casamento gay e há quem seja a favor.

Todos nós somos livres de exprimir a nossa opinião. Mas a nenhum de nós é dado o direito de impedir a felicidade do outro ou de condicionar a sua vida e as suas escolhas.

Eu não tenho o direito de dizer que dois homens ou duas mulheres não se devem casar. Não tenho o direito de interferir nas suas vidas.

Não concordo com o referendo porque não acho justo de 10 milhões de pessoas tomem decisões que competem a duas pessoas.

Bjx

****

Lia...

Exactamente aquilo que defendo. A vida é deles... Eles é que sabem como querem ser felizes... Se para isso o caminho é o casamento assim seja.

A mim não me tira nenhum pedaço, nem me faz infeliz se dois homossexuais se casarem. Acho que é um direito que lhes assiste, assim como aos heterossexuais, pois o amor deles não é de mens valor que o nosso.

Bjx

*C*inderela disse...

Eu acho que ainda não alcançamos a verdadeira democracia. Agora é o referendo para o casamento gay, há uns tempos foi para o aborto e qual será a seguir? Porquê que o país tem que tomar decisões sobre o todo se essas decisões individuais não vai influênciar a vida dos outros!

Enfim ...

Bjokas*

Olhos Dourados disse...

Por mim também tudo bem.

Joana disse...

Assino por baixo :)

Beijos*

CristianaC disse...

Concordo.
O casamento entre pessoas do mesmo sexo não interfere absolutamente em nada com a vida alheia. O que provavelmente poderá causar uma certa confusão nas mentes fechadas da nossa sociedade é futuramente uma possível adopção de crianças por homossexuais, o que aí já existem outros factores a ter em conta, visto que é a vida de uma criança que entra em jogo.
Agora, que as pessoas se casem ou não é-me completamente indiferente, como seres humanos que são têm os mesmos direitos que os restantes.
Está o nosso país sem rumo a nível económico e ainda existe quem se preocupe com um assunto que há muito já devia estar resolvido. Enfim, estamos em Portugal...

Daniela disse...

Muito bom post e concordo contigo. Acho que se deviam preocupar com outros tipos de assuntos bem mais graves do que a homossexualidade; afinal são pessoas como todos as outras e também têm o direito de ser felizes.

bjinho

Aninhas disse...

Saga...

Muito preocupante...

Bjx

****

*C*inderela...

Não, ainda não atingimos a verdadeira democracia... Uma democracia não impede a felicidade dos outros.

Desde quando é que cabe na cabeça de alguém fazer um referendo para perguntar se dois homens ou duas mulheres se podem casar. É uam decisão dos dois, individual, não de todo um país.

Bjx

****

Olhos Dourados...

Tomara todos pensassem como nós.

Bjx

****

Joana...

Ainda bem :) Fico contente por ver que há mais pessoas a pensar como eu.

Bjx

****

CristianaC...

Exacto. Já viste o que era fazerem um referendo para ver se tu podias namorar com o rapaz de quem gostas? Mas isto tem alguma lógica?

Bjx

****

Daniela...

E mais nada :)

Bjx

Sílvia Maria disse...

Por falares em casar com a almofada, algum tempo atrás li uma notícia de uma mulher que está apaixonada por uma roda gigante e quer inclusivé contrair matrimonio com a mesma! Sério!
Vê lá o link que pesquisei:

http://diario.iol.pt/acredite-se-quiser/roda-gigante-mulher-apaixonada-objectos/1080211-4088.html

É preciso dizer mais alguma coisa?!?

Aninhas disse...

Silvia Maria...

Eu também li e falei disso aqui no blogue também :)

É pá, se a senhora é feliz assim é uma decisão dela... Não sei se a deixarão casar pois a roda gigante deve ser de algum parque de diversões ou assim... :) Mas pronto, seja feliz :p

Bjx

Ana disse...

E MAIS NADA QUERIDA DISSESTE TUDO TUDO TUDO... SE ESSAS BESTAS SE PREOCUPASSEM MAIS EM MANTER OS CASAMENTOS EM PÉ ENTÃO SE CALHAR NÃO PRECISAVAM DE ATIRAR AS CULPAS DO SEU FALHANÇO ENQUANTO HOMENS E MULHERES PARA AS COSTAS DE OUTRAS PESSOAS.... COMO O OUTRO QUE DISSE QUE SÓ ERA FIEL PORQUE ERA CASADO (SE FOSSE À MULHER DELE TINHA CUIDADO COM UM GAJO DESTES, AUTÊNTICA BESTA) E QUE COMO OS HOMOSSEXUAIS NÃO SÃO FIÉIS NÃO PODEM CASAR...

ESSAS BESTAS, QUE NÃO TÊM OUTRO NOME SENÃO BESTAS, SÃO O QUE ESTÁ MAL NO MUNDO, CONTINUAM A EMPURRAR A SOCIEDADE PARA A DIFERENÇA, HOMOFOBIA E PRECONCEITO. ESSES SIM, SÃO OS CULPADOS PELA DESTRUIÇÃO DOS VERDADEIROS VALORES E PRINCÍPIOS QUE OS SERES HUMANOS DEVIAM TER: ACEITAÇÃO E TOLERÂNCIA...



ah e claro depois a cena deles de comparar homossexualidade com pedofilia ou incesto é amazing não???? tanta ignorância junta... pensei que nesses casos o cérebro explodisse ou assim... :)

Aninhas disse...

Ana...

Infelizmente não explode não :)

Essa de ser fiel porque se é casado nunca tinha ouvido... É mais uma pérola da estupidez humana. Olha, eu não sou casada e sou fiel... Ser fiel advém do carácter de cada um e não de se estar casado ou não...

Eu já digo como o Einstein:

“Só há duas coisas infinitas: o Universo e a Estupidez Humana, mas não estou muito seguro da primeira.”

Bjx