quarta-feira, junho 16, 2010

Ai Deus dai-me paciência...


Há aqui uma miúda na minha terra que é chata, chata, chata. E, além de chata, é mal-educada em termos de modos.

Não sei bem porquê, nem quando, começou a chamar "avó" à minha avó quando não lhe é nada sequer. Até aqui nada de mal, até chegava a ser fofo, não fosse a miúda ser um bocadinho abusadora. Entra em casa sem ser convidada, entra para ver a sala sem pedir licença...

Hoje entrou estavamos, eu e a minha avó, a preparar o jantar. Eu já tinha a minha sopa na mesa, por isso vim à sala por um instante fazer uma coisita, e a miúda ficou na cozinha a conversar com a minha avó. Eu ouvi qualquer coisa de "estar a fazer dieta" e "estar grávida", sendo que este foi o diálogo que se seguiu:

Aninhas: "Quem é que está grávida? Hum?"
Avó: "Ela (a miúda de quem não sei o nome) estava a perguntar para quem era a sopa. Eu disse que era para ti que estavas de dieta e ela disse que estavas grávida." (Mau maria!!! Estou de dieta, mas não estou assim tão gorda para julgarem que estou grávida, até porque eu nem tenho barriga. Escusado será dizer que me imaginei a enfiar um tacho pela cabeça abaixo da catraia.)
Aninhas: "Grávida eu? Nem tenho barriga. (...) Ó avó aquele ovo é para fritar?"
Avó: "É. É para a tua mãe."
Miúda (para a minha avó): "Ela está-lhe a chamar avó?"
Avó: "Então, sou avó dela."
Aninhas (a sorrir com simpatia): "Pois, ela é minha avó. Que querias que lhe chama-se?"
Miúda: "Mas tu és a mãe dela!"
Aninhas (com vontade de rir): "Eu? Não. Ela é que é minha avó."
Miúda: "Então tu és a neta?"
Aninhas: "Sim."
Miúda: "Então a outra é que é mãe." (a outra é a minha mãe)
Aninhas (já preocupada, mas com vontade de dar uma gargalhada): "Não. A outra é minha mãe e filha dela."
Miúda: "Então e a mãe da avó."
Aninhas: "A mãe da minha avó já faleceu há uns bons anos."

Entretanto comecei a tirar as batatas que estavam a fritar e coloquei-as numa taça grande, em cima da mesa. Fritei o ovo e quando vou buscar o prato da minha mãe para o pôr lá, vejo a miúda a tirar batatas da taça, sem pedir nem nada. Na onda do isto é tudo meu! Olhei para ela mas, não disse nada. Em vez disso chamei a minha mãe para o jantar. Acham que a miúda se mancou e foi embora? Não, ficou ali a olhar para nós a comer! Mas isto é normal?

Lá acabámos de jantar e coube-me a mim arrumar a cozinha, pois a minha mãe e avó iam para as terras regar. Eu, à espera que miúda saisse ao ver as donas da casa irem embora, bem que me lixem. Ficou ali especada na cozinha!!! E eu a pensar: "ai a minha vida que eu ainda cometo aqui algum crime... a cozinha é um local perigoso". E lá se sai a miúda com as brilhantes perguntas:

Miúda: "Vais arrumar a cozinha?"
Aninhas: "Vou. Tem que ser?"
Miúda: "Porquê?"
Aninhas: "Então, porque está suja e tem que ser limpa."
Miúda: "E vais varrer o chão?"
Aninhas: "Também. E depois limpá-lo."
Miúda: "E o fogão também vais limpar?"
Aninhas: "Também."
Miúda: "E isto?" (a apontar para os azulejos)
Aninhas: "Isso não, que não está sujo."
Miúda: "Tu pintas as unhas?"
Aninhas: "Sim, as meninas crescidas podem pintar as unhas."
Miúda: "E tens mais cores?"
Aninhas: "Tenho mais algumas, mas não muitas."
Miúda: "Giro era se pintasses as minhas unhas."
Aninhas (giro era se te fosses embora): "Mas não pode ser."
Miúda: "Mas não era com esse cor-de-rosa. Tens vermelho?"
Aninhas: "Tenho."
Miúda: "Podias pintar com esse."
Aninhas: "Não, não pode ser."
Miúda: "Porquê?"
Aninhas: "Porque tenho pouco e posso precisar dele."
Miúda: "Porquê?"
Aninhas: "Porque sim. Para pintar as minhas."
Aninhas (já a perder a paciência):  "Então, agora vais-te embora? É que eu tenho que arrumar a cozinha?"
Miúda: "E varrer o chão?"
Aninhas: "Pois, também!"
(...)
Miúda (passado uns minutos): "Acho que me vou embora."
Aninhas (FINALMENTE!!!): "Então vai lá..."

E ela finalmente foi-se... Depois de muita conversa parva e de me pedir para lhe pintar as unhas. Devia ser para mostrar ao namorado. Sim, porque ela tem um namorado que lhe dá beijinhos na cara, mas não na boca, pois ela não deixa. E também não se quer casar com ele, pois quer casar-se com a minha avó.

E para quem neste momento está a pensar que ela tem 5 anos ou que tem alguma problema mental desengane-se. Ela é saudável (?) e tem 12 anos.

15 comentários:

Miss Apuros disse...

Muida assustadora lol O que me ri a ler isto... bjoka

Aninhas disse...

Miss Apuros...

Só sei que se ela cá vier de novo, barrico-me no quarto para não me dar o fanico.

Bjx

Lia disse...

céus... mas caiu de cabeça qd nasceu?

Aninhas disse...

Lia...

Não sei! Mas eu cai da cama quando era pequena, bati com a cabeça e não fiquei assim.

Bjx

ADEK disse...

12?? Wow... :S

Aninhas disse...

ADEK...

12 ou 13... À volta disso. :S

Bjx

Duardinho disse...

Medo... tenham mmmuuuiitttooo medo!
:-)

Vai na volta, esqueceu-se da medicação :-)

Suspiro disse...

comecei a ler e a imaginar a idade... foi uma surpresa, já tinha idade para ter juízo não?? ;) tu foge dela rapariga, foge muito! beijocas

Sissy disse...

Medoooo de conhecer essa miúda, horror se calhar será o termo mais correcto.
Essa miúda não atina? Já têm idade para isso.

Coitada de ti..

Beijo***

Denise Luz disse...

Bem, estava a pensar que ela poderia ter algum problema mental... mas parece que não!

Ai que miúda mais chata!!

**

Aninhas disse...

Duardinho...

Vai na volta e foi isso mesmo. :P

Bjx

****

Suspiro...

Pois, fugo. Se ela cá vier de novo, barrico-me no quarto.

Bjx

****

Sissy...

Coitadinha de mim mesmo. :s

Bjx

****

Denise Luz...

Chata e mal-educada.

Bjx

Saga disse...

Já ouvi chamar muitas coisas, mas...saudável???

**

Aninhas disse...

Saga...

Aparentemente é...

Bjx

Olhos Dourados disse...

Que pariu! Tens de ter as portas trancadas!

Aninhas disse...

Olhos Dourados...

Ou isso ou dar-lhe dois sopapos se ela abusar da próxima vez que cá puser os pés.

Bjx