quinta-feira, outubro 07, 2010

...


António Mendonça insiste na construção do TGV.

Eu acho muito bem. Quando entrarmos em recessão em 2011 e quando a taxa de desemprego ascender aos 600 mil desempregados convém termos um meio de transporte muito rápido para fugirmos todos daqui.

10 comentários:

catherine disse...

Loool...
Gostei desta tua forma de ver a coisa :p

Artemisa disse...

Catherine...

É preciso vermos sempre a coisa com humor e pelo lado positivo. :)

Bjx

a Gaja disse...

Também acho... depois é sairmos deste buraco, que entretanto isto se tornou, o mais rápido possível. Que venha esse tgv que posso não ter dinheiro para o usar e nem para comer mas ao menos tenho um comboio rápido que me liga ao mundo...

Artemisa disse...

a Gaja...

Exactamente. O que interessa é estarmos ligados ao mundo pelo TGV. O resto é secundário... Educação, secundário. Saúde, secundário. Melhor nível de vida, secundário.

Bjx

Jedi Master Atomic disse...

Eu já cá estou enterrado. Já não consigo sair :P

PS: Corrige aí o "acender" para "ascender" :P

Artemisa disse...

Jedi Maste Atomic...

É dos nervos. Até "como" letras. :P

Bjx

Jedi Master Atomic disse...

Sopa de letras é boa :P

ρικιzιинα αиɢєℓ disse...

Eu quando vi essas noticias comecei logo a pensar, então nao, é que estamos mesmo a precisar, isso e mais mil aeroportos para trazer mais estrangeiros, mais mil pontes e mais uns nao sei quantos submarinos.
É que somos todos ricos --'
Enfim

Brown Eyes disse...

ahahahah Deve ser esse o pensamento que os leva a insistir nesse absurdo. Quem vai andar de TGV? Nem para uma bicicleta vamos ter dinheiro. Só mesmo essas cabecinhas. Beijinhos

Batata Frita disse...

o problema vai ser dinheiro para comprar um bilhete. Agora é que vai haver pedintes e arrumadores de carros a dar com um pau ;)