terça-feira, fevereiro 16, 2010

...


Acabei agora de chegar a casa. Ainda tinha esperanças de chegar e encontrar-te aqui... Sentado no sofá. Esperanças vãs, irreais. Afinal de contas, ainda há pouco te deixei na estação. Ainda há pouco te disse adeus enquanto o autocarro partia.

Agora estou aqui... Sozinha! A minha mãe e a minha avó estão na cozinha, mas eu sinto-me sozinha. Falta-me algo. Falta-me a minha outra metade. Falta um pedaço do meu coração. Faltas-me tu!

Enquanto o carro percorria a estrada, enquanto as rodas percorriam mais um pedaço de alcatrão, o meu coração ia ficando cada vez mais pequeno e o nó na minha garganta mais apertado. As lágrimas queriam cair, mas eu não deixei. Não deixei, porque eu sou forte e aquilo não foi um adeus definitivo. Daqui a pouco tempo estaremos juntos de novo. Abraçar-nos-emos de novo, beijar-nos-emos de novo, andaremos de mão dada... Por pouco tempo é certo. Mas eu sei que há-de chegar o dia em que não haverão mais despedidas. Eu sei que chegará!

Por enquanto estamos longe fisicamente, mas a nossa mente e o os nossos corações estarão sempre perto um do outro.

Engraçado como o tempa passa devagar quando estamos aborrecidos e depressa quando estamos felizes...

7 comentários:

Nês disse...

Já passei por uma situação parecida, custa tanto, mas depois o reecontro faz-nos esquecer tudo o resto :D
Acredita que o tempo passará depressa :)
bjnho

Maria disse...

Realmente o tempo varia imenso consoante o nosso estado de espirito.. E estranho..;)

P disse...

Amo-te mais que tudo!
Sinto-te tão perto como há pouco. Sei que parte de ti está aqui comigo. Só não te consigo é ver, mas vou lutar para te ver todos os dias, todas as horas, todos os minutos, sempre ao pé de mim.

Beijo grande

Luz disse...

Como te entendo, podia ter sido eu a escrever isso... É mesmo muito difícil, custa tanto aguentar as saudades quando essa pessoa não está a nosso lado. Cada dia parece uma eternidade :/

bjinho

Lia disse...

a vida nem sempre é como queremos...mas lembra-te daquela máxima: "o vento está para o fogo como a distância para o amor: apaga o pequeno mas atiça o grande!"

Magdix disse...

Compreendo-te perfeitamente, também já passei por isso...:( Custa muito... Mas acredita que um dia tudo isso mudará! =)

Aninhas disse...

Nês...

Espero bem que sim :)

Bjx

****

Maria...

O nosso cérebro é uma máquina estranha...

Bjx

****

P...

Tu vais estar sempre comigo :)

Amo-te muito***

****

Luz...

Pois é... E quando estamos perto dela, um dia parece um segundo.

Bjx

****

Lia...

Obrigado :) Gostei muito dessa máxima.

Bjx

****

Magdix...

Pois há-de... Um dia não haverão despedidas assim :)

Bjx