terça-feira, maio 18, 2010

Na continuação do post anterior... # 2


Convence-te de que és o ser mais especial jamais criado

O primeiro graveto necessário para atear a fogueira da felicidade

Muito antes de o sol surgir no céu e até mesmo antes de ter sido criado o seio da Mãe Terra no qual vivemos, nunca existiu ninguém exactamente igual a mim. Ninguém, no passado, teve exactamente as mesmas características que eu, a minha personalidade ou as minhas aptidões. Nunca ninguém cresceu ao mesmo ritmo, aprendeu as mesmas coisas ou reflectiu sobre a vida do mesmo modo que eu. Nem existe nenhuma hipótese de que alguém venha a ter uma preocupação igual à minha porque não pode haver uma reprodução minha no futuro. O meu lugar na história está assegurado porque ninguém será como eu.

Sou o ser mais especial jamais criado.

Por que razão sou eu tão especial? Porque possuo características que mais ninguém terá. Sou único neste mundo, e nenhum guerreiro ou chefe ou qualquer homem comum poderá alguma vez reclamar aquilo que sou. Apenas eu tenho os meus pensamentos e esperanças. Apenas eu possuo o meu ritmo cardíaco, a minha energia e o meu amor à vida. Poderá alguém reclamar os meus sonhos? Poderá alguém amar como eu amo? Haverá alguém que veja exactamente a mesma cor que eu vejo quando olho para uma flor em botão? Já alguém antes de mim ouviu o uivo do coiote exactamente com a mesma tonalidade? Não, sei que estas coisas me pertencem, a mim, exclusivamente. Como posso eu não estar feliz com estes pensamentos no meu coração e na minha alma?

Sou o ser mais especial jamais criado.

E por que sou o ser mais especial jamais criado, sou valioso. Como um diamante, sou raro e belo. Valho mais do que tudo no mundo. De que vale o dinheiro comparado comigo? Dinheiro nenhum poderia alguma vez comprar os meus pensamentos. De que vale a fama comparada comigo? Nenhuma espécie de fama me pode tornar mais especial. De que vale qualquer bem material? Nenhum deles pode ser trocado por mim. A minha felicidade está assegurada pela consciência destas verdades.

Sou o ser mais especial jamais criado.

Sei que não devo desperdiçar a minha vida. E estou aqui com um objectivo. Estou aqui para crescer em sabedoria. Estou aqui para amar todas as coisas. Como vou realizar estes projectos? Posso começar por ser feliz. Posso ser feliz se tiver consciência de que sou o ser mais especial jamais criado. Se sou assim tão especial, posso, seguramente, sorrir com orgulho pela pessoa que sou. Posso ser feliz, serei feliz… sou feliz.

Sou feliz por que sou o ser mais especial jamais criado.”

Viagem Espiritual, Nicholas Sparks

Gosto de ler estes dois textos (este e o de baixo) quando estou assim mais em baixo, mais deprimida. Não sei explicar bem o porquê, mas levanta-me o astral, dá-me força e transmite-me muita positividade.

2 comentários:

neechee disse...

sãop textos mesmo muito positivos :} ♥

Aninhas disse...

neechee...

Também acho que sim. :)

Bjx