segunda-feira, setembro 13, 2010

...


Eu não sou uma pessoa egoísta, invejosa, ressabiada, nem nada que se pareça. Mas não nego que me causa uma certa comichão saber que certas e determinadas pessoas que conheço estão a tirar Mestrado. Pessoas essas que, na faculdade, não percebiam a ponta de um chavelo da matéria, que não se interessavam, que não queriam saber, que deixavam andar e que colocavam o trabalho nas costas dos outros, mas que tiveram a sorte de nascer no seio de uma família razoavelmente abastada. Ao contrário de mim [e muitos outros como eu].

Fico com inveja? Fico. Acho injusto? Acho.

8 comentários:

Denise Luz disse...

É uma situação muito injusta e tens todo o direito a sentir inveja.

Sabes, uma professora minha do semestre passado disse-nos que um grande mal das pessoas é não admitirem que têm inveja. Na verdade, todos sentimos inveja de algo ou alguém, mas a maior parte das pessoas não admite que o sente; dá desculpas para justificar tudo e mais alguma coisa.
isto foi só um aparte mas é bom que admitas a inveja. Aliás, eu concordo contigo, se estivesse na tua situação, sentiria certamente o mesmo. Pode-se ser preguiçoso e ter notas fracas, mas tendo dinheiro consegue-se tudo. Mas acredito que essas pessoas vão ter dificuldades quando começarem a fazer a tese.

bjinho

teardrop disse...

Eu compreendo-te bastante bem! Neste momento estou a fazer um Mestrado (vou para o ano da tese) e à custa disso estou sem um euro de economias...
Lá está, não tenho pais abastados e por isso é dinheiro ganho, dinheiro gasto. Se já me arrependi? Há momentos em que o dinheiro me fazia falta, mas depois penso que o conhecimento vale mais do que tudo o resto. No fim será um investimento de 6500€ que não terá retorno, apenas a minha satisfação e realização pessoal...

Brown Eyes disse...

Não tenhas inveja porque hoje qualquer merdª. tira o mestrado, como dizes basta ter nota. Mas que interessa o mestrado se não tiveres cunhas? Nada, só já serve para estares na caixa de um centro comercial qualquer. Beijinhos

Artemisa disse...

Denise Luz...

Talvez tenham. Mas enfim... Cada vez mais me convenço que o mundo é injusto.

Bjx

****

Teardrop...

Compreendes-me bem. Eu não quero tirar o Mestrado só porque sim. Claro que o facto de isso me possiblitar sair de casa ajuda. Mas o motivo principal é porque quero aprender mais.

Bjx

****

Brown Eyes...

Eu quero tirar um Mestrado porque quero aprender mais. É algo que vai permitir enriquecer os meus conhecimentos e, se tiver sorte, entrar no meio da investigação, que é algo que eu gosto.

Bjx

Hyndra disse...

Eu não acho injusto para eles, acho injusto para quem quer continuar a estudar e não tem meios. A educação deveria ser se não gratuita, algo bem mais acessível.

Brown Eyes disse...

Artemisa se é para aprenderes mais, para seguires um sonho força mas, já sabes que gente que vive de um ordenadito para tirar o mestrado tem que fazer um esforço enorme. Eu resolvi não tirar, porque é caro e porque acho que já perdi demasiado tempo com estudos para receber uma miséria. Os meus sonhos mudaram com a idade e descobri que há tanto para aprender que não ensinam na universidade, principalmente viver feliz. O mundo é demasiado injusto, como dizes, não valorizam a inteligência mas sim quem é conhecido. Tu entendes bem tudo que quero dizer. Passado uns anos desiludes-te, o teu esforço não foi recompensado. Foi o meu caso. Beijinhos

nuvem.de.algodão doce disse...

Acho que é perfeitamente normal...também eu sentiria inveja. Do mesmo modo que tenho de me esfolar e esforçar que nem um cão e depois vejo pessoas que não sabem ponta conseguir um óptimo emprego por o director da empresa X conhecer um tio de um amigo da família da pessoa Y. Estas coisas são frustrantes.
*

Miss Apuros disse...

Infelizmente a vida é msmo assim, uns teem o trabalho mais facilitado que outros...