quinta-feira, março 11, 2010

Não sei se fico mais chateada ou deprimida...


Lembram-se disto? Pois bem... Não é que a livraria/editora me respondeu! Desde já saliento a minha admiração. No entanto, depois de a ler não sei se fico ainda mais chateada ou se fico mais triste.

Resposta:

"Boa tarde,

Informo que nos nossos processos de recrutamento temos como principal critério de triagem a experiência em atendimento ao público (no mínimo de 1 ano), preferencialmente no ramo livreiro ou próximo. Para além disso também damos preferência para candidatos cuja residência seja próxima de uma das nossas livrarias.Apenas quando não temos candidatos que preencham estes critérios avançamos com outras candidaturas. Informo ainda que o grande interesse que demonstrou em colaborar connosco será tido em consideração quando surgir uma nova necessidade de recrutamento em Viseu. Espero que este email tenha esclarecido a sua questão.

Até Breve e Boas Leituras!"

Eu pergunto: será que nestes 3 anos, ao longo dos quais me inscrevi tantas vezes que já lhes perdi a conta, todos os que entraram tinham experiência profissional neste ramo de mais de um ano? E já agora, desde quando é que, nesta àrea, a experiência é assim tão importante? Conheço imensas pessoas que tem uma vasta experiência em àreas de atendimento ao público e que são antipáticas até dizer chega aquando o trato com os clientes.

Mas será que não haverá uma única empresa que esteja interessada em dar a mão a quem não tem experiência e ajudá-lo a obtê-la?

11 comentários:

Anónimo disse...

Infelizmente as empresas, hoje em dia, com a dita "crise", aproveitam-se! Não têm respeito por ninguém porque sabem que o que não falta são pessoas desesperadas para encontrar emprego. Desde que terminei o mesmo curso (2008), mando cv's para uma empresa de Viseu, já me chamaram para duas entrevistas, mas nunca me seleccionaram, sinceramente, vou continuar a lutar, porque para já é lá que eu quero trabalhar! Enquanto isso não acontece vou aguentando o trabalho que tenho, que não me agrada, mas é melhor que nada!
Não desistas!!!!! Força!!!! *

Aninhas disse...

Anónimo...

Pois, isto não está fácil, mas a atitude das empresas enerva-me bastante.

Só pedem estagiários curriculares ou pessoas com mais de um ano, ou 2 ou 3, de experiência. Ninguém nos dá uma oportunidade.

Desejo-te boa sorte em relação a essa tal empresa :)

Bjx

Purple disse...

Infelizmentes as politicas de recrutamento são um contra-senso pegado.

Aos 23/24 anos temos de possuir experiência, habilitações, viver perto da empresa e muitas vezes não estarmos casadas (muito menos grávidas).

O problema é que quem tem experiência teve de trabalhar durante o curso e muitas vezes chumbar a cadeiras por isso.

Dar a mão aos estagiários era o minimo que se podia fazer para este país andar para a frente na qualificação de profissionais.

Beiju e animo

Aninhas disse...

Purple...

E aquelas que pedem como requisito carta de condução e carro próprio?

Desde quando é isto constitui um requisito? Desde quando somos obrigados a ter carta quando mais carro? É uma parvoíce... E ninguém faz nada acerca deste absurdo.

As empresas querem tudo de uma só vez. Muitas até pedem recém-licenciados com experiência. Mas como é isto possível?

Bjx

Olhos Dourados disse...

Realmente, só querem pessoas com experiência, assim é difícil.

Aninhas disse...

Olhos Dourados...

Um dia esgotam-se as pessoas com experiência e sobram aqueles que não a têm, e que, se for preciso, já ultrapassaram a idade de empregabilidade.

Depois quero ver como as coisas ficam...

Se isto não muda rápido não sei onde vamos parar não.

Bjx

Anne disse...

olha querida realmente deve ser bastante penosos para ti teres de passar por essa situação. As empresas aproveitam-se sem dúvida nenhuma. espero que continues a ter paciência para os aturar. porque é preciso muita. e não entres em desespero tudo se resolve (eu sei o que é viver quase sem esperança de que iremos encontrar algo que nos preencha).
beijinhos e vais ver que alguém te há-de dar valor!

Aninhas disse...

Anne...

Não tem sido fácil ter paciência sabes? Nada fácil mesmo, mas eu tento não me ir abaixo, a sério que tento.

No entanto há aqueles momentos que a esperança parece que vai dar o u
último fôlego. E eu começo a pensar: "Puxa, tenho quase 25 anos e ainda não tenho trabalho. Quando é que eu vou começar a minha vida afinal? Aos 30? Aos 40?".

Enerva-me ainda mais ver que não sou a única nesta situação. Enerva-me ver que o nosso Governo nada faz, permitindo constantemente estes abusos por parte das empresas. Enerva-me ver que, apesar da constante subida da taxa de desemprego em licenciados, o Governo insiste em manter certos cursos abertos, quando o mercado de trabalho não consegue dar vazão a tantos que já cá estão fora. Que fará então áqueles que sairão da universidade.

E enervam-me tantas coisas mais neste âmbito que se dissesse tudo estava aqui até à noite.

Bjx e obrigada pelo apoio***

Luz disse...

Ora nem mais! Já vi pessoas super antipáticas em lojas. Uma vez fui com a minha mãe a uma lojita de roupa, entramos, boa tarde e tal, começamos a ver roupa exposta e a funcionária no balcão a olhar para a televisão. Continuamos a ver, quase reviramos a loja, fui experimentar algumas peças e a mulher lá, sem mexer uma palha, nem para perguntar se precisávamos de ajuda... Enfim...

Acredito que há muitas pessoas sem experiência que fariam este papel muito melhor do que pessoas com experiência.

bjinho
não desistas de tentar **

Rita Moura disse...

O importante é não desistir! ; ) ***

Aninhas disse...

Luz...

Exctamente o que penso.

Bjx

****

Rita Moura...

Eu tento ter sempre forças para continuar. :)

Bjx