segunda-feira, maio 17, 2010

Ai que só me apetece dizer um chorrilho de asneiras...


Há alguém que telefona aqui para casa todas as noites. Esse alguém pertence à minha família. Esse alguém é a mãe da personagem desta história. De todas as vezes que ela telefona eu pergunto se está tudo bem, e ao perguntar, lá vem o assunto dele à baila. É porque ele fez isto, é porque ele fez aquilo, é porque a brasileira fez aqueloutro. É pá, porra não quero saber! Já não quero saber. Não me interessa saber dele nem dela. Quando eu pergunto se está tudo bem é por educação, é para saber se os restantes membros da família estão bem. Mais nada. Um simples "sim, está tudo bem" é-me suficiente. De resto, estou-me a cagar para o resto, pois esse resto já me deu dores de cabeça suficientes a mim, à minha avó e à minha mãe.

Esse "resto", porque de homem já não sobra quase nada, já não me diz nada. Esse "resto" já foi avisado inúmeras vezes, mas continua  a querer afundar-se na lama cada vez mais. A mãe desse "resto", apesar de tudo o que ele já fez, continua a passar-lhe a mãozinha na cabeça. Continua a comprar roupas ao menino, a lavar-lhe a roupinha e a aturar a má-educução. Já teve mil e uma oportunidades para fazer alguma coisa, mas não o fez. Então, fod@-se que deixe de choramingar e de reclamar, pois eu já estou farta de ouvir falar deste assunto.

8 comentários:

Green Eyes disse...

lol
olha passas a ser mal educada e não perguntas nada... ;)
ou então dizes ainda pior do que ela, pode ser que se cale ;)

Beijinhos

Aninhas disse...

Green Eyes...

Se soubesses o quanto tive que me controlar hoje ao telefone quando o assunto, como sempre, surgiu à baila. Eu já mordia os lábios para não sair nenhum disparate, eu batia com a cabeça na porta (ao de leve), eu contava mentalmente até dez...

Eu quase nem abria a boca... Só dizia "pois", "hum hum", "eu compreendo"...

Bjx

Green Eyes disse...

fizeste bem! Passas a levar um livrinho e enquanto ela fala tu lês ;)

Ou dizes que vão mudar de número de telefone e que na próxima é melhor ligar para outro e dás o do apoio ao suicídio :))

Aninhas disse...

Green Eyes...

Essa do livrinho agrada-me. :P

O número de apoio ao suicídio não. É melhor o número de um psicólogo ou assim.

Bjx

Anne disse...

olha, sabes que mais? a mãe que o deixe partir do ninho. ao continuar com os comportamentos que tem para com ele como pode esperar que ele mude e se faça homem? a mãe tem tanta culpa como ele.
fosse comigo e era "amo-te muito mas queres fazer merd@ faz fora da minha casa". Retirava-lhe tudo o que lhe pudesse facilitar a vida, congelava-lhe os cartões de crédito que pudesse ter e qualquer carro que lhe pudesse ter dado. queres, luta pelas coisas.
Ias ver se não mudava não...

e coragem, força. eu sei como estas coisas com familiares nos incomodam.
beijinhos.

Aninhas disse...

Anne...

O pior é que a mãe não o consegue "explusar" de casa. Simplesmente, não consegue. Até parece que está embruxada... Porra! Eu já o tinha posto fora de casa há muito tempo.

Ele tem 30 e poucos anos caramba. Não é nenhum miúdo, embora pareça um.

Bjx

Olhos Dourados disse...

Que situação!

Aninhas disse...

Olhos Dourados...

Pois. Mas é uma situação da qual já não quero saber.

Bjx