quinta-feira, maio 13, 2010

...


Eu adoro a minha mãe. A sério que adoro. Mas tenho pena que ela se esqueça, frequentemente, que eu sou eu e não sou ela.

2 comentários:

Lia disse...

as mães têm tendência a não perceber que não somos uma continuação delas, somos pessoas diferentes!

Aninhas disse...

Lia...

Mas é que é mesmo. E isso irrita-me assim um bocadinho.

Bjx